Engates Sergent

Por: Ferreoclube   Dia: 5 de setembro de 2018

Os engates Sergent foram inicialmente descobertos em pesquisas e testados no Brasil pelos modelistas Nicholas Burman, Rômulo de Sousa, Tiago Augusto Alves, Joaquim Mitchell (in memoriam) e Ewerthon Mota de Abreu, Rômulo de Sousa, Fabricio Sachette Lino e João Rodrigues (eu), como uma alternativa para o uso dos engates Kadee, que apesar de sua crescente popularidade entre os ferreomodelistas brasileiros, não apresenta fidelidade completa ao protótipo, bem como encontra-se obsoleto para fóruns de ferreomodelismo estrangeiros como Proto87, Protomodeler, Diesel Detailer e RMWeb. Desenvolvido pelo modelista norteamericano Frank Sergent, o engate Sergent utiliza-se de uma microesfera de aço similar à de uma caneta esferográfica para o travamento da mandíbula e possui fidelidade estética total aos engates utilizados nas ferrovias reais. Em contraste com os engates Kadee, nos quais pode-se notar a presença de uma mola no lado externo para o fechamento da mandíbula, nos engates Sergent a garra é mantida travada pela própria gravidade, que mantém a esfera na posição inferior; para a abertura da mandíbula, faz-se necessário o posicionamento de um magneto/ímã acima do engate, de forma a fazer a esfera subir e liberar a mandíbula. Em contraste com modelos mais antigos como o engate NEM (oscilante padrão da Frateschi), X2F e Kadee, o Sergent destaca-se por ser um engate de excesso de força, que não abre em caso de descarrilamentos e não apresenta quaisquer tipos de falhas que possam levar à abertura da mandíbula; bem como permite uma fidelidade estética ao protótipo com o uso de mangueiras de freio apropriadas, tendo em vista que não possui a mangueira pendurada da mandíbula e esteticamente fora de escala típica dos engates Kadee.

 

Os trabalhos com os engates Sergent no fórum de ferreomodelismo e pesquisa ferroviária RPMBrasil tiveram início em quando o Ewerthon me sugeriu utilizá-lo como alternativa ao Kadee em março de 2017 e adquiri o primeiro par de engates para testes na Rio Grande Modelismo, loja bastante conhecida de ferreomodelismo na qual o pouco conhecido modelo de engate é comercializado no Brasil. É um ponto interessante a se notar o fato de que poucos modelistas se preocupam em dar o segundo salto (de Kadee para Sergent), tendo em vista o grande incremento que o Kadee proporciona em relação ao engate NEM. Minha primeira instalação foi feita em uma locomotiva S1 da (Kato?) e em um vagão box EFCB da Frateschi, e mostrou-se particularmente difícil em razão da diferença de dimensões entre a caixa do engate Sergent em relação à caixa do Kadee – problema que, como descobri em consulta ao website http://www.sergentengineering.com pode ser resolvido com o uso dos modelos Sergent Compatible, que possuem medidas compatíveis com a caixa do Kadee.

 

Posteriormente, em conversas no fórum com os ferreomodelistas Alex Ibrahim e Alexandre Fressatto, concluímos que o principal entrave para os modelistas que conheciam os engates Sergent era a baixa funcionalidade em comparação ao Kadee: o primeiro era difícil de engatar e desengatar – exigia o posicionamento de um pequeno magneto logo acima da mandíbula para que as esferas subissem e abrissem os engates, o que é ligeiramente complicado em razão de os vagões e locomotivas ficarem mais próximos entre si – ao passo que para o segundo bastava encostar os vagões para engatá-los e o desengate poderia ser feito através das mangueiras desproporcionalmente grandes penduradas das mandíbulas de engate. Para nós, não bastava; era necessário transformar o Sergent em um engate funcional. À medida que ampliava a participação dos engates Sergent no meu material rodante, logo percebi que as operações ficaram consideravelmente mais complexas, principalmente envolvendo composições de carga geral e mistas; fazia-se necessário o desenvolvimento da funcionalidade do engate Sergent. Após longas discussões sobre todas as possíveis formas de transformar o Sergent em um engate mais funcional, desde o posicionamento de um ímã para levantar a microesfera de aço até o desenvolvimento de um mecanismo de relógio para abrir a mandíbula manualmente, obtivemos como modelo mais viável o executado pelo modelista Fabricio Lino, que consistia na perfuração da mandíbula do Sergent e na inserção de um pino similar ao utilizado nas ferrovias reais.

 

Desenvolvido em 30 de junho de 2017, o novo modelo reproduz com total fidelidade o sistema de engate utilizado nos protótipos reais – a fidelidade completa ao protótipo foi finalmente alcançada. Por fim, estamos elaborando uma forma de produção em escala e ampliar a funcionalidade do modelo de forma que possa ser acionado por DCC; prova de que os trabalhos da turma do fórum RPMBrasil, tanto com os engates Sergent como com outros itens de Ferreomodelismo que contribuem para aumentar o realismo das maquetes ferroviárias estão longe de acabar.

 

Imagens:

Engate Sergent montado em um vagão fechado, por Tom Zarnock. Acervo de Sergent Engineering

 

Engates Sergent (à esquerda) e Kadee (à direita), por Fabricio Sachette Lino

 

Locomotiva G22U com o modelo funcional do Sergent instalado. Na foto, o pino encontra-se abaixado e a mandíbula travada. Foto de Fabricio Sachette Lino

 

Engate Sergent funcional com o pino levantado e a mandíbula aberta. Foto de Fabricio Sachette Lino

 

Mandíbula do engate Sergent perfurada (abaixo) e o respectivo pino (acima). Foto de Fabricio Sachette Lino

 

Mandíbula de engate Sergent com mecanismo para acionamento por DCC, por Fabricio Sachette Lino

 

Vagão box Frateschi da EFCB com engates Sergent, por João Rodrigues

 

Modelo HO da locomotiva RS1 nº3107 da Divisão Especial de Subúrbios da EFCB com engates Sergent, por João Rodrigues

 

Locomotiva RS3 Kato com engates Sergent, por João Rodrigues

 

Vagão gôndola GFS com o engate Sergent montado na longarina, por João Rodrigues

 

Pequeno magneto utilizado para o desengate manual de engates Sergent, por João Rodrigues

Posts Relacionados

TUE Siemens 3000

Postado em: 14 de março de 2020

Continuar Lendo

Trem Barrinha

Postado em: 23 de outubro de 2019

Continuar Lendo

Trem Sula Miranda

Postado em: 12 de outubro de 2018

Continuar Lendo

Engates Sergent

Postado em: 5 de setembro de 2018

Continuar Lendo