Rail Runner

Por: Ferreoclube   Dia: 11 de outubro de 2016

O NMRX- New Mexico Rail Runner Express é um serviço urbano prestado pela Rio Metro, companhia ferroviária estadunidense de transporte regional que atende às regiões metropolitanas de Albuquerque e Santa Fé, em New Mexico. A empresa foi fundada em 14/07/2006, e é administrada pela NMDOT-New Mexico Department of Transportation. Sua malha conta com 156Km de trilhos e 15 estações, e a bitola utilizada é a Standard(1.435mm).

 

A companhia foi concebida em 2003, quando o governador do estado Bill Richardson anunciou que em sua gestão iria implementar um sistema metropolitano de caráter regional para atender às principais cidades do Novo México. No mesmo ano, foram concedidas à NMDOT a garantia e permissão para desenvolver o projeto. Contudo, somente em 2005 as ideias foram postas em prática, com o desenvolvimento da logomarca, aquisição de material rodante, planejamento das vias para as operações e construção das estações para o sistema, e a escolha do nome Rai Runner como inspiração na ave road runner do estado de New Mexico.

 

A Rio Metro adquiriu as linhas da BNSF, por meio de diversas negociações e planejamento para estabelecer a partilha de tráfego com prioridade para os trens de passageiros da primeira. Devido à partilha de tráfego e às especificações da via, a velocidade máxima adquirida pelos trens da NMRX é de 127Km/h, embora as locomotivas sejam capazes de alcançar os 180Km/h. O Rail Runner entrou em operações em 14/07/2006, servindo o centro de Albuquerque, Los Ranchos e Sandoval County. Em dezembro do mesmo ano, foi inaugurada a estação Las Lunas, e em fevereiro de 2007, Belen. Dois meses depois, foram inauguradas as estações Bernalillo County/International Sunport e Downtown Bernalillo, e em dezembro de 2008, a estação Isleta Pueblo.

 

A Fase II que compreendia a extensão da linha até Santa Fe, entrou em operações em 17/12/2008, utilizando a linha já existente da Santa Fe Southern Railway de Lamy a Santa Fe. Além da extensão da atuação do sistema, também foram contratados mais funcionários para a inspeção da ferrovia e sistemas de vigilância para melhorar a segurança aos passageiros. Os principais problemas a serem enfrentados, não só na Fase II como nas futuras extensões é a retificação da via permanente, que é bastante sinuosa na região. Logo após a inauguração das estações da Fase II, foram abertas muitas outras. Kewa Pueblo em 22/03/2010; Sandia Pueblo, em 29/08/2011; Montaño em 07/04/2014. Em 12/09/2009 Kewa Pueblo passou a contar com uma plataforma adicional somente para eventos e ocasiões especiais, uma obra sem dúvida peculiar da ferrovia. Em março de 2014 foram contratados diversos seguranças pela companhia para a proteção dos trens, inspeção de tarifas e ajuda a deficientes e proteção nas estações.

 

O corredor central New Mexico, que é morada de metade da população do estado é ligado unicamente por uma rodovia congestionada de 4 faixas, a qual a inauguração dos serviços de transporte do Rail Runner contribuíram em boa parte para desafogar. Os altos preços das tarifas em Santa Fe demonstram que há uma forte demanda pelo transporte na região. A capital também é sede de diversas instituições culturais do estado, e devido à restrição da atuação do modal ferroviário, muitos visitantes e trabalhadores locais ainda precisam se deslocar de carro na região metropolitana. As previsões da companhia prevêem um aumento de cerca de 80% da demanda até 2025, o que certamente exigirá mais expansões das linhas urbanas no local.

 

O custo total do Rail Runner era estimado em US$135 milhões para a Fase I e US$250 milhões para a Fase II, e a expectativa era um déficit operacional inicial de US$10 milhões/ano, o que tornou o projeto, na época, alvo de intensa crítica da imprensa devido a diversos outros casos de financiamento público de ferrovias nos EUA, que já havia deixado muitos projetos estagnados.

 

O financiamento federal estava programado para encerrar em 2009, o que deixaria a ferrovia sem fundos para cobrir suas despesas operacionais, o que levaria o projeto ao fracasso, razão que levou o governo local a buscar recursos nos governos estaduais e municipais próximos à ferrovia. Com sucesso, dois impostos de contribuição ao RailRunner foram aprovadas em diversos municípios em New Mexico em novembro de 2008 para cobrir as despesas operacionais do sistema. Também foram aprovados fundos adicionais do governo estadual para sustentar o projeto em caso de as verbas municipais não serem suficientes.

 

Algumas autoridades alegaram ser o aumento dos custos de materiais de construção na época a causa, argumento ao qual foi respondido que diversas estradas da região também operavam em situações deficitárias, e em alguns casos, com maior prejuízo do que o previsto para o Rail Runner. Os custos operacionais estavam previstos para dobrar com a construção e implementação da segunda fase do projeto.

 

Inicialmente, o serviço entrou em operações com tarifa gratuita para atrair tráfego, e no seu primeiro dia de operação(14/07/2006) o RailRunner transportou 4.122 passageiros, volume que manteve-se na média de 4.000 passageiros diários e atingiria o pico de 6.000 até o fim da etapa gratuita(três meses), e gradualmente declinou após a introdução das tarifas. O sistema já registrou grandes picos ao longo do tempo, como no serviço Santa Fe-Belen, que registrou aproximadamente 12.000 passageiros em um sábado, o que levou a Rio Metro a manter o serviço aos sábados. Em 2009 a movimentação média foi de 4.500 passageiros diários, e atualmente é o vigésimo serviço metropolitano mais movimentado dos EUA, com mais de um milhão de passageiros anuais(2014).

 

Os horários são constantes durante a semana, e mais dispersos durante os sábados e domingos devido à queda da demanda. De segunda a sexta há diariamente quatro trens Santa Fe-Belen; três trens Santa Fe-Albuquerque parando em todas as estações e três trens Albuquerque-Belen. Aos sábados os trens são dispersos durante o dia, com três trens Santa Fe-Belen, dois trens Albuquerque-Belen e um último trem no fim do dia Santa Fe-Albuquerque; e aos domingos há dois trens Santa Fe-Belen e um Albuquerque-Belen de manhã, e uma viagem Santa Fe-Albuquerque no fim da tarde. A Rio Metro também possui um serviço de ônibus como complementar ao trem para a ampliação das integrações.

 

As tarifas variam de US$2.00 a US$11.00 dependendo da distância a ser percorrida, e são disponibilizadas nas bilheterias das estações e website da companhia. Para os usuários mais frequentes do sistema, há a possibilidade de se adquirir cartões mensais ou anuais, e o sistema conta com diversas integrações com terminais de ônibus para garantir acessos e mobilidade à região metropolitana.

 

A frota da empresa consiste em nove locomotivas diesel elétricas de modelo MP36PH-3C; treze carros Bombardier BiLevel e nove carros Bombardier BiLevel Cab. A operação se dá de maneira simples, com as locomotivas puxando os trens com a cabine para a frente no sentido Belen e os rebocando sentido Santa Fe. O pátio utilizado para guardar os veículos e manutenção localiza-se em Downtown Albuquerque, ao lado da Alvarado Transportation Center. Os trens da companhia são conhecidos pela pintura estilizada em homenagem ao pássaro road runner. A companhia conta com carros Bombardier BiLevel, com capacidade para cerca de 151 passageiros(Coach Cars) e 141 passageiros(Cab Cars), mais um adicional de 60 passsageiros em pé. As locomotivas são numeradas de 101 a 110 e os carros são numerados 1XXX(coach cars) e 11XX(cab cars). Os cab cars possuem bebedouros e banheiro, e todos possuem espaço para bicicletas e cadeiras de rodas, de forma a oferecer maior conforto e acessibilidade aos passageiros.

 

Os trens tornaram-se populares pelas pinturas estilosas do material rodante e pela campainha das portas que produz um som similar ao perosnagem Road Runner da Warner Bros, e a ferrovia possui projetos de construção de novas estações, expansão e duplicação de vias para a ampliação do tráfego, e talvez chegue até San Felipe Pueblo. Além de um serviço único para a população que o utiliza comercialmente, o NMRX também é sem dúvida um interessante passeio turístico para quem quiser conhecer a região metropolitana de Albuquerque e Santa Fe.

 

Imagens:

Albuquerque-NM-EUA

Composições do Rail Runner em Albuquerque- New Mexico. Foto de Carlos Estevão Simonka

 

IMG_7139

Destaque para a locomotiva e sua pintura peculiar. Foto de Carlos Estevão Simonka

 

IMG_7138

Carlos Estevão Simonka com uma locomotiva do Rail Runner. Albuquerque, New Mexico

 

maxresdefault-1

Composição chegando em Santa Fe, sentido Belen

 

Interior_of_the_Rail_Runner

Interior do andar superior de um carro double deck da ferrovia

 

Rail_runner_system_map

Mapa do sistema NMRX

 

Rail-Runner-3

Trem nos arredores de Albuquerque, sentido Belen

 

pvc082511h/8-25-11/asec. The new Sandia station on the Rail Runner line, photographed Thursdau Aug. 25, 2011. (Pat Vasquez-Cunningham/Journal)

Vista da estação Sandia Pueblo, recém inaugurada. 25 de agosto de 2011

 

 

Fontes: Ferreoclube(Http://www.ferreoclube.com.br); New Mexico Rail Runner Express(Http://www.nmrailrunner.com); Rail Pictures(Http://www.railpictures.net).

Posts Relacionados

E.F. Central do Brasil

Postado em: 4 de maio de 2018

Continuar Lendo

Assalto ao Trem Pagador

Postado em: 20 de abril de 2018

Continuar Lendo

Linha Circular da EFCB

Postado em: 23 de março de 2018

Continuar Lendo

Train à Grande Vitesse

Postado em: 9 de março de 2018

Continuar Lendo