Locomotiva ML4000

Por: Ferreoclube   Dia: 2 de setembro de 2016

A ML4000 C’C’ é uma locomotiva diesel-hidráulica fabricada pela Krauss-Maffei entre 1961 e 1969 para a Southern Pacific Railroad, Denver & Rio Grande Western Railroad nos Estados Unidos e Estrada de Ferro Vitória a Minas, no Brasil. Com 20m de comprimento, 3.540HP e peso de 156.000Kg; eram máquinas robustas, que atingiam 110Km/h e destinavam-se exclusivamente para o transporte de cargas. Foram construídas 37 unidades, sendo 3 para a Denver & Rio Grande, 18 para a SP e 16 para a EFVM.

 

As primeiras unidades foram adquiridas pela Southern Pacific, que encontrou uma necessidade de máquinas mais potentes para seus trens de longa distância, aos quais a maioria de seu parque de tração(principalmente locomotivas EMD GP9 e F7) não era adequado, o que exigia grandes formações para puxar composições grandes e pesadas em longos percursos. A SP comprou inicialmente três unidades, que foram entregues em outubro de 1961, em resposta à rival Union Pacific, que havia modernizado suas locomotivas GP9(cerca de 9 unidades) para GP20 para serviços mais pesados. Por volta de 1964, a SP adquiriu outras 15 locomotivas da Krauss Maffei, e as outras três unidades que haviam sido compradas pela Denver & Rio Grande no mesmo ano, e que não apresentavam desempenho tão bom nas linhas de relevo montanhoso da adquirente inicial.

 

Ao longo do tempo, essas locomotivas foram pouco modificadas com o tempo. As duas versões existentes são as Cab Units(que possuíam a cabine totalmente fechada) e as Hood Units(cuja cabine era parcialmente aberta na parte de trás). As primeiras seis unidades fabricadas(3 primeiras da SP e 3 primeiras da D&RG) eram do tipo Cab, ao passo que as demais(segundo lote da SP e as máquinas adquiridas pela EFVM) possuíam a cabine do tipo Hood.

 

Na Southern Pacific, essas máquinas também apresentaram desempenho ruim nos trechos montanhosos, o que levou a empresa a realocá-las para as planícies da região da Califórnia, onde operavam com as F7, GP9 e DH643.Nos anos 1960, começaram a ser substituídas pelas EMD SD40 e SD45, e U30C e U33C da General Electric. Em 1967, a SP já estava aposentando suas ML4000, em função dos custos de manutenção, e até o início da década de 1970 já estavam todas aposentadas. No final dos anos 1960, houve algumas tentativas de preservá-las, porém sem sucesso: A Pacific Locomotive Association tentou preservar uma(a ideia era pegar uma Cab Unit, mas como essas já não estavam operacionais em 1967, pegaram uma Hood) para um trem turístico de passageiros que operou durante a primavera do mesmo ano, a única vez em que uma locomotiva dessas foi utilizada para transporte de passageiros.

 

Até 1968, todas as ML4000 estavam sucateadas em Sacramento, com exceção da #9113(original #9010), que foi convertida em carro de serviço em meados do mesmo ano. Foi recolocada em serviço como SPMW #1(posteriormente renumerada para SPMW #1166 e SP #8799) com a finalidade de fazer filmagens para simuladores de locomotivas de treinamento de maquinistas. Essa unidade foi retirada em 1984, e doada para o California State Railroad Museum em 1986, para uma restauração que nunca veio.

 

No Brasil, as primeiras 4 unidades foram adquiridas em 1966, e as outras 12 em 1969. Numeradas #701-716, essas locomotivas eram amplamente utilizadas no transporte de cargas gerais e minérios, substituindo as quadras de G16(que possuíam metade da potência). Apesar de serem as locomotivas de bitola métrica do mundo na época, eram demasiado problemáticas para a EFVM. Enfrentavam muitos problemas com tração e derrapagens(frequentemente danificavam os trilhos). Somado à falta de peças a preços competitivos e demoras nas reposições por parte dos fabricantes e falta de experiência das equipes da ferrovia, a manutenção dessas locomotivas era demorada e difícil. As ML4000 operaram na EFVM por cerca de duas décadas, até serem substituídas pelas EMD DDM45 no começo dos anos 1980. Apesar de sua vida relativamente curta(tanto no Brasil como nos Estados Unidos), as locomotivas ML4000 ganharam vida no Ferreomodelismo, por meio de fabricantes de precisão como Overland Scale Models, Rivarossi(na escala HO) e por fabricantes artesanais nas escalas HO, N, O e outras.

 

Imagens:

RichardOed

Locomotivas ML4000 novas na EFVM. Foto de Richard Oed

 

5D3_1741-Edit

Modelo HO de uma ML4000 Hood Unit. Fabricação Division Point

 

HoodSP

Locomotiva Cab Unit da Southern Pacific, no final dos anos 1960.

 

CabUnitSP

Locomotiva SP Hood Unit em Sacramento, California. Março de 1964

 

DesembargadorDrumond-MG

Locomotiva em operação na EFVM. Sem data

 

vm70xdm07

ML4000 baixada na EFVM. Autor Desconhecido

 

Locomotiva modificada pela SP para a realização de filmagens. Anos 1970

Locomotiva modificada pela SP para a realização de filmagens. Anos 1970

 

 

Fontes: Ferreoclube(Http://www.ferreoclube.com.br); Railpictures(Http://www.railpictures.net); Division Point(Http://www.divisionpoint.com).

 

Posts Relacionados

Locomotivas RS3

Postado em: 15 de junho de 2018

Continuar Lendo

Locomotivas RS1

Postado em: 1 de junho de 2018

Continuar Lendo

E.F. Central do Brasil

Postado em: 4 de maio de 2018

Continuar Lendo

Assalto ao Trem Pagador

Postado em: 20 de abril de 2018

Continuar Lendo