Locomotiva SD70

Por: Ferreoclube   Dia: 28 de julho de 2016

A SD70 é a locomotiva diesel-elétrica da Série SD- Special Duty lançada pela EMD em 1992 em resposta à Dash 9-44CW da concorrente GE Transportation. Assim como as máquinas da Série Evolution da General Electric, as SD70 são locomotivas altamente computadorizadas, equipadas com diversos equipamentos para obter o melhor desempenho possível, e visando a afirmação da EMD como líder mundial da indústria ferroviária em uma época que as ferrovias vêm usando cada vez mais dispositivos e softwares para a agilização das operações. As SD70 são locomotivas voltadas para o transporte de carga, e são capazes de atingir cerca de 100 quilômetros por hora.

 

Desde o lançamento do modelo em 1992, já foram produzidas mais de 4.000 unidades, cuja maioria são os modelos SD70M e SD70MAC. As locomotivas foram adquiridas por diversos clientes na América do Norte e Brasil, dentre eles a Norfolk Southern, CSX, BNSF, Canadian National, Valor da Logística Integrada, Eldorado, BHP Billiton, dentre outros. As locomotivas adquiridas por companhias ferroviárias brasileiras(Eldorado, MRS e VLI Multimodal S.A.) foram rebitoladas para a bitola brasileira(1,600m), para as quais a EMD fabricou os truques HTSC2 especialmente sob medida.

 

Com exceção dos modelos SD70Ace e SD70M2, os demais possuem truques radiais HTCR com auto-direção, uma tecnologia inovadora para locomotivas de médio/grande porte que permite aos eixos girarem em curvas, de forma a reduzir o desgaste nas rodas e nos trilhos. No entanto, os truques HTCR radiais são disponibilizados para o cliente que desejar instalá-los nas locomotivas dos modelos que não os têm. Seu design traz o tradicional desenho de linhas retas, em contraste com as máquinas da General Electric e da finada American Locomotive Company, cujos designs possuem traços mais suaves.

 

Esteticamente, são muito similares às SD60, visto que utilizam a mesma cabine “spartan cab” do modelo anterior, e são apenas 0,36m mais longas– As SD70 possuem 22,05m contra os 21,69m das SD60, sendo estas apenas 12mm mais baixas. Talvez a diferença mais notável seja o tipo de truque utilizado: o modelo SD70 possui truques radiais HTCR enquanto as SD60 possuem truques não radiais HTC. No entanto, quanto à mecânica, as SD70 são equipadas com motores de tração de Corrente Contínua(com exceção das SD70MAC), o que economiza o uso dos inversores utilizados nas locomotivas de Corrente Alternada(AC). Por causa das variações das necessidades dos diversos adquirentes, foram fabricadas várias versões do modelo: SD70, SD70M, SD70I, SD70MAC, SD70M-2, SD70ACe, SD70ACe/LCi, SD70ACS, cujas descrições vêm a seguir:

 

SD70M: Possuem nariz largo e uma cabine maior e mais confortável para a tripulação. Sua cabine possui duas versões: A Fase I, que foi introduzida nas SD60M e é a padrão das SD80MAC e SD90MAC, e a Fase II, cuja seção central do nariz é mais alta que o normal. Na segunda metade dos anos 2000, foram introduzidos radiadores com Split-Cooling, tecnologia feita para separar a refrigeração do motor primário das bombas de ar e demais componentes. Existem duas versões do radiador, uma com dois painéis grandes e outra, mais recente, com quatro painéis pequenos, modificação criada por restrições ambientais visando a redução da poluição e consumo de energia. Foram produzidas cerca de 1.600 locomotivas desse modelo para clientes na América do Norte: CSX, New York Susquehanna & Western, Norfolk Southern e Southern Pacific e Union Pacific-esta última a maior compradora, que realizou um pediro de 1.500 máquinas.

 

SD70M2: Diferem das SD70M unicamente quanto ao motor primário. As SD70M2 possuem um motor EMD 16-710G3C-T2 enquanto as SD70M são equipadas com o motor EMD 16-710-G3B.

 

SD70Ace: Sucessoras da SD70MAC, as SD70Ace contam com diversos equipamentos para a redução da emissão de poluentes, e possuem diversos componentes eletrônicos reposicionados para facilitar a manutenção. Foram fabricadas cerca de 1.000 unidades entre 2004 e 2014 para diversos clientes na América do Norte, como a BNSF, Canadian National, CSX, Ferromex, e outros ao redor do mundo, como a BHP Billiton, VLI e E.F. Carajás. Possuem design similar às SD80 e SD90, principalmente quanto ao radiador na parte traseira, cujo tamanho foi aumentado em relação aos demais modelos para aumentar a eficiência.

 

SD70Ace/LCi: Versão ligeiramente menor para o gabarito mais estreito de terminais de mineração. Diferem externamente das SD70Ace por possuir mais proteções nas janelas, faróis mais potentes, buzina e pega-mãos.

 

SD70L: Versão modificada da SD70M com isolamentos de borracha na cabine para evitar o ruído e vibração do motor primário. As junções são visíveis no nariz e na parte de cima da cabine das máquinas. Foram produzidas 26 unidades, cujo único adquirente foi a Canadian National. Posteriormente esse método de isolamento antirruído foi introduzido nos modelos mais recentes.

 

SD70MAC: Sua principal diferença em relação aos demais é o uso de motores de tração de Corrente Alternaca(AC). Os motores AC são mais simples e confiáveis que os DC, o que permitiu a redução de custos com a eliminação da necessidade de se colocar retificadores de corrente na locomotiva. Esses modelos curiosamente possuem gerador de energia para o caso de tracionarem trens de passageiros. Lançadas em 1993, foram produzidas mais de 1.500 unidades para as ferrovias BNSF, Conrail, CSX, TFM e Alaska Railroad. Descontinuadas no final dos anos 1990, foram substituídas pelas SD70Ace.

 

SD70ACS: Versão modificada para ambientes desérticos, e conta com radiadores especiais para evitar obstruções por areia. Foram adquiridas pelas Eithad Rail(7 unidades) nos Emirados Árabes Unidos; Saudi Railway Company(25 unidades) e Mauritania’s Societé Nationale Industrielle et Minière(6 unidades).

 

Com tantos anos de popularidade, as SD70 ganharam fama e popularidade entre os entusiastas da ferrovia. São fabricados modelos dessas locomotivas pelos fabricantes Athearn e Bachmann em escala HO, e com diversas pinturas e modificações, tanto vindos de fábricas como artesanais.

 

Imagens:

Locomotiva SD70Ace com a pintura Eldorado em um trem de carga da ALL

Locomotiva SD70Ace com a pintura Eldorado em um trem de carga da ALL

 

emd_vli[1]

Locomotiva da VLI

Net_Locomotivas_FNS_-_VLI[1]

Novas SD70 da VLI com a pintura Fase II da companhia sendo desembarcada no Porto de Itaqui, em São Luís-MA para a Ferrovia Norte Sul

Review%20SD70%2003%20BNSF%209344%20RailPictures%20net[1]

Máquina da BNSF no interior dos EUA

500A766C-FAEF-4D1B-8983-CFD42323ADFF

SD70 Ace Eldorado em Caucaia, clicada por Reginaldo Neves

 

SD70 Eldorado em São Carlos-SP

SD70 Eldorado em São Carlos-SP

 

10384938_339127529600723_2217961965240849675_n[1]

Modelo Athearn em escala HO artesanalmente pintado nas cores da Eldorado

10978529_384052635108212_7943497282981082888_n[1]

Duas SD70(canto esquerdo) ao lado de uma U23C MRS(centro). Maquete de Leandro Pedreschi

 

Fontes: Ferreoclube(http://Http://www.ferreoclube.com.br); Railpictures(http://Http://www.railpictures.net); Electro Motive Diesel(http://Http://www.progressrail.com); VLI Multimodal(http://Http://www.vli-logistica.com/).

Posts Relacionados

Locomotivas RS3

Postado em: 15 de junho de 2018

Continuar Lendo

Locomotivas RS1

Postado em: 1 de junho de 2018

Continuar Lendo

E.F. Central do Brasil

Postado em: 4 de maio de 2018

Continuar Lendo

Assalto ao Trem Pagador

Postado em: 20 de abril de 2018

Continuar Lendo