Modelando em escala N

Por: Ferreoclube   Dia: 16 de abril de 2016

A Escala HO é sem dúvida, a mais popular no Ferreomodelismo brasileiro, tanto pela padronização internacional como pela disponibilidade no mercado brasileiro, tendo em vista que é a única produzida pelo maior fabricante nacional do setor, bem como pela preferência da maioria dos fabricantes artesanais dada a maior facilidade de trabalhar com modelos das dimensões dessa escala. O aspecto de modelo fácil de manipular e tamanho chamativo que conferem à escala em questão um status de respeito em um layout certamente também constituem traços de peso para a preferência pela escala HO. No entanto, o as dimensões dos modelos dessa escala também são um enorme pesadelo para muitos entusiastas, e muitos não conseguem construir suas maquetes ou enfrentam grandes restrições devido à falta de espaço.

Modelos da locomotiva EMD SD40 nas escalas HO(direita) e N(esquerda), para comparação de tamanho.

Modelos da locomotiva EMD SD40 nas escalas HO(direita) e N(esquerda), para comparação de tamanho.

No entanto, como pessoas que têm um hobby sempre encontram formas de praticá-lo apesar das dificuldades enfrentadas, obviamente existem escalas de Ferreomodelismo voltadas para aqueles que possuem menos espaço disponível. Abaixo da Escala HO, encontram-se disponíveis no mercado as escalas N e Z, que correspondem a 1:160 e 1:220, respectivamente. Essas escalas obviamente permitem menos detalhamento, modelagem e confecção de detalhes, devido às menores dimensões, porém permitem um melhor aproveitamento do espaço, possibilitando a montagem em pouco espaço dos mesmos layouts que na escala HO seriam inviáveis para muitos.

 

O material de escalas N e Z, infelizmente, é consideravelmente mais caro no Brasil do que aquele de escala HO, dados os altos impostos à importação e ao isolamento comercial do País em acordos comerciais relevantes, o que resultam em altos preços ao consumidor que deseja comprar produtos importados. No caso específico do Ferreomodelismo, também é pouco o interesse dos fabricantes nacionais em modelar em escalas pequenas, tendo em vista a maior tecnologia requerida, o que certamente encareceria os produtos e requer maiores investimentos em produção. Entretanto, a Escala N em particula vem tornando-se cada vez mais popular no mercado, e está cada vez mais presente em encontros de ferreomodelismo e chamando mais a atenção com o aumento gradual da disponibilidade de material rodante(locomotivas, vagões, carros) nas cores de companhias ferroviárias nacionais.

Maquete em escala N de Reginaldo Neves.

Maquete em escala N de Reginaldo Neves.

A crescente popularização da Escala N torna indispensável a produção e divulgação de tutoriais e outros materiais didáticos com o objetivo de promover instruções sobre como praticar o Ferreomodelismo na Escala N, que obviamente é diferente do mesmo na tradicional Escala HO. Também torna-se notório o surgimento de uma nova “corrente” de ferreomodelismo no Brasil- a dos que modelam em N, que vagam à margem de todo um mercado feito para o modelismo em escala HO. Como o Ferreoclube tem como missão a promoção do ferreomodelismo e a integração de entusiastas e participantes desse fantástico hobby no Brasil, o lançamento de tutoriais, dicas e indicações de materiais de escala N fará parte do portfólio do portal, com o intuito de ampliar a atuação no setor de ferreomodelismo no País.

Posts Relacionados

Trem Sula Miranda

Postado em: 12 de outubro de 2018

Continuar Lendo

Estação Papari

Postado em: 24 de agosto de 2018

Continuar Lendo

Estação Santos – Imigrantes

Postado em: 27 de julho de 2018

Continuar Lendo

Automação em Ferreomodelismo

Postado em: 13 de julho de 2018

Continuar Lendo