VLT- O futuro da mobilidade

Por: Ferreoclube   Dia: 12 de março de 2016

VLT- Veículo Leve sobre Trilhos, ou LRV- Light Rail Vehicle, em inglês, é uma espécie de trem urbano cujo equipamento e infraestrutura são tipicamente mais ‘’leves” que os utilizados em sistemas metropolitanos e ferroviários de longo percurso, porém, mais ‘’pesados” que os dos tramways. Os VLTs são muito utilizados em cidades de médio e grande porte como uma alternativa limpa e eficiente aos corredores de ônibus, e também aos automóveis, reduzindo consideravelmente os congestionamentos nas mesmas. Os sistemas de VLT são geralmente mais baratos de construir que os de metropolitano, trens suburbanos e monotrilhos. Também possuem maior flexibilidade em curvas fechadas, o que permite maior adaptação no ambiente urbano.

Os VLTs são usados em várias cidades em todo o mundo, pois permitem transportar um número maior de pessoas que qualquer outro veículo urbano. Também são mais silenciosos e menos poluentes. Muitas linhas modernas de VLT aproveitam as antigas linhas de bonde, visto que muitos VLTs modernos possuem a mesmas especificações técnicas que os antigos bondes, como gabarito, peso, etc. Exemplos famosos disso são os VLTs de Porto, Londres e Birmingham.
Uma das desvantagens dos VLTs é o modal de transporte não ser completamente independente do tráfego, causa potencial de acidentes. A partilha do espaço com o restante do tráfego também faz com que a velocidade comercial do VLT seja mais baixa que a do metropolitano convencional e monotrilhos, por exemplo. Mas a exemplo do que pode-se verificar no projeto do VLT de Santos, pode-se segregar completamente o espaço dos VLTs do espaço urbano em toda a rede ou pelo menos boa parte dela.

VLT de Brasília

 

No Brasil, o maior projeto de VLT em andamento é o VLT de Santos, um projeto composto por uma rede de cinco linhas que atenderá todos os nove municípios da Baixada Santista, com demanda estimada de 220.000 passageiros por dia. O VLT será o substituto do TIM(Trem Intra Metropolitano), projeto que a CPTM herdou da Fepasa e devido às péssimas condições e grande déficit, foi desativado em 1996. A rede sucessora, em sua homenagem, será nomeada como SIM(Sistema Integrado Metropolitano).

Alstom Citadis, um dos mais conhecidos modelos de VLT do mundo

Outro projeto notório é o VLT do Cariri, que liga as cidades de Crato e Juazeiro do Norte. A rede viária possui uma linha com seis estações, e projetos de mais duas linhas(em obras), além da ampliação da primeira, para abranger outros municípios próximos, como Espera-se que seu volume de 1.500 passageiros transportados por dia passe para 4.500 nos próximos cinco anos.

Em Campinas também houve um projeto de VLT que operou de 1990 a 1995, que utilizava uma rede de ramais das antigas Cia. Mogiana e E.F. Sorocabana que atendiam à cidade de Campinas. O projeto enfrentou muitos problemas técnicos pelo fato de as linhas terem sido construídas para escoar café das fazendas para a cidade, e não compunham uma rede integrada propriamente dita. A má gestão da Fepasa, principalmente durante o fim da estatal, também contribuiu para o fracasso do projeto. Após várias tentativas de reativação, nenhuma teve sucesso, e o projeto está sendo sucedido por outro, com novas linhas que realmente integrem as regiões mais movimentadas da cidade e sua região metropolitana.
Existem dezenas de outros projetos de VLTs para as capitais estaduais e outras cidades populosas, como a reativação dos VLTs em São Paulo(antiga rede de bondes da CMTC), Rio de Janeiro, São José dos Campos, e outras.

Os VLTs são, sem dúvida, uma variação interessante do meio ferroviário de transporte que além de pouco poluente, é também moderna e eficaz, e poderá solucionar muitos problemas de transporte em boa parte das grandes cidades do Brasil.

 

Veículo do VLT de Santos em testes na região da Baixada Santista

 

 

Fontes: Arquivo Ferreoclube(Http://www.ferreoclube.com.br); (Http://www.facebook.com/Ferreoclube); Alstom(Http://www.alstom.com/brazil/); EMTU(Http://www.emtu.sp.gov.br).

 

Posts Relacionados

Locomotivas RS3

Postado em: 15 de junho de 2018

Continuar Lendo

Locomotivas RS1

Postado em: 1 de junho de 2018

Continuar Lendo

E.F. Central do Brasil

Postado em: 4 de maio de 2018

Continuar Lendo

Assalto ao Trem Pagador

Postado em: 20 de abril de 2018

Continuar Lendo