ALL- América Latina Logística

Por: Ferreoclube   Dia: 18 de outubro de 2015

Sede da ALL em Curitiba-PR

A ALL-América Latina Logística foi uma empresa de logística brasileira, com sede em Curitiba que operava nos modais ferroviário e rodoviário. A empresa foi fundada em 1997, e possuía uma malha de 21.300Km de exensão, que abrangia os estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Também operava serviços de concessão nas regiões de Paso de Los Libres, Buenos Aires e Mendoza, na Argentina, até 2013, por desentendimentos com o governo argentino e não cumprimento das metas previstas no contrato.

A ALL nasceu originalmente com o nome FSA- Ferrovia Sul Atlântico, e com o tempo cresceu pela aquisição de outras empresas, como a Brasil Ferrovias, Noroeste Brasil, e veio a tornar-se a maior empresa de logística do Brasil. Sua principais mercadorias transportadas eram as commodities agrícolas, combustíveis e produtos industrializados.

Trem de carga da ALL em São Carlos-SP. A locomotiva é uma C30-7 com a pintura Fase II

Sua malha abrangente contava com um eficiente sistema de integração intermodal e uma vasta frota de 966 locomotivas, 27.700 vagões e 70 roadrailers(carretas bimodais que trafegam em rodovias e ferrovias) e 1.000 veículos entre próprios e agregados. Seu contingente de empregados era cerca de 8.500 diretos, mais próprios e terceiros, e gerava 25.000 empregos indiretos em todo o Brasil. A empresa também realizava serviços de armazenagem e operações em terminais logísticos.

A ALL possuía uma universidade própria, a UniALL, especializada em cursos técnicos e especializantes do setor logístico, principalmente ferroviário. A universidade abriga todo o modelo corporativo, de reciclagem e desenvolvimento adotado pela ALL. A companhia ferroviária também possuía um instituto, o Instituto ALL, responsável por vários e amplos projetos culturais nas regiões em que a empresa operava.
A ALL também foi uma das poucas companhias ferroviárias do Brasil a ter ações à venda na bolsa(ALLL3), com a abertura na BM&F Bovespa em 2004 e saiu da Bolsa em 2015, após a fusão com a Rumo.
Em 2015, a ALL fundiu-se com a Rumo, formando a Rumo Logística, nova empresa do setor ferroviário que iniciou uma série de amplas reformas no material rodante e linhas de operação.

À direita: Modelo HO de uma locomotiva C30-7 da ALL. Fabricação: Frateschi-Trens Elétricos

Quanto ao Ferreomodelismo, a ALL é uma das empresas mais populares entre os entusiastas das ferrovias e do Ferreomodelismo, contudo, a companhia é fortemente lembrada por sua fase problemática com a Malha Norte(SP, MS, MT) que enfrentou uma fase problemática, marcada por muitos acidentes e má qualidade de material e linhas, devido aos déficits consecutivos e investimentos insuficientes. A disponibilidade de material rodante disponível da ALL em escala HO é muito ampla, (igualmente à da MRS), havendo no mercado diversos vagões e locomotivas tanto de fabricação da Frateschi como personalizados, e vendidos aos mais variados preços.

Fontes: Arquivo Ferreoclube(Http://www.ferreoclube.com.br); (Http://www.facebook.com/Ferreoclube); América Latina Logística(Http://www.rumoall.com; ABPF(Http://www.abpf.org.br); Frateschi-Trens Elétricos(Http://www.frateschi.com.br).

Posts Relacionados

E.F. Central do Brasil

Postado em: 4 de maio de 2018

Continuar Lendo

Assalto ao Trem Pagador

Postado em: 20 de abril de 2018

Continuar Lendo

Linha Circular da EFCB

Postado em: 23 de março de 2018

Continuar Lendo

Train à Grande Vitesse

Postado em: 9 de março de 2018

Continuar Lendo